No silêncio das horas mortas

silencio

É no silêncio das horas mortas que encontro Deus, como em uma manhã de domingo triste, em que as certezas da vida escapam, e sobra apenas a realidade nua do momento. Ele surge como uma luz, um pensamento fugaz, e depois me escapa.

É nessas horas que mais me encontro, questiono a existência e, no minuto seguinte, me perco. Volto a me concentrar, mas não depende de mim encontrá-Lo. Na verdade, eu é que dependo dessa força que surge nessas horas vazias, de bruta realidade.

Se alguém me perguntasse onde está Deus, eu diria que está no banal, no minuto que antecede o sono, quando a casca do mundo abandona o corpo. Eu diria que Deus está no silêncio das horas mortas, quando fazer sentido não importa mais.

Anúncios

4 pensamentos sobre “No silêncio das horas mortas

  1. Minha querida, de quem sou fã! ^^
    Seus textos estão a cada dia mais envolventes e sedutores, em linhas e entrelinhas… São palavras que prendem o leitor e não o deixam querer ir embora…
    Acredito, na verdade, que sempre tenha sido assim, mas agora você finalmente se faz mostrar com uma sutileza sem igual…
    Algumas horas que, aparentemente, soam como mortas, podem nos surpreender e trazer grande brilho, um segundo depois… É realmente D´us ajudando a trilhar o nosso caminho e construindo nos silêncios todos os atalhos de que a gente precisa.
    É só deixar o coração e a alma falarem… eles quase sempre têm a resposta.
    Belíssimo!
    Um beijo admirado sempre e parabéns pelo espaço que se engrandece cada vez mais aos nossos olhos!

  2. Karina Williams disse:

    Que profundamente lindo. Sem palavras. Pura emoção! Beijos Inge! Continue nos presenteando com sua bela visão do mundo!
    Beijos***
    Karina W.

  3. Te leio e leio de novo e novamente. A cada leitura me pego entre chocada, emocionada e completamente boba. É de deixar boquiaberta a beleza e profundidade das suas palavras. Ainda bem que meus dedos falam sozinhos, porque cada vez que te leio, fico sem fala. Você diz tudo.

    Por favor, escreva mais!

  4. O encontro acontece, nos momentos tristes ou alegres, em cada eu. Que possamos perceber sempre.

    Beijo e uma linda vida!

Comente aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s